ICW 2019 vem aí - de 29/04 a 05/05

 

 

 

Quanto Mais Melhor - O Poder do Coaching de Grupo

Artigo publicado no site da International Coach Academy em 05 de Novembro de 2017, traduzido por Ana Augusto Monteiro com revisão de Carol Rodriguez.

Simplificando, o coaching de grupo é coaching em um grupo. No entanto, existem várias maneiras diferentes de conduzir este tipo de trabalho. Você pode ter um, alguns ou todos os membros do grupo fazendo coaching. Por exemplo, um coach profissional pode dar coaching para cada um dos membros do grupo e/ou, os membros do grupo podem dar coaching uns aos outros.

Esse coaching pode ser feito em uma, ou em várias reuniões do grupo. Também pode ser feito de forma presencial ou virtual (telefone, internet), ou ainda uma combinação de ambos.  Como vemos, o coaching de grupo é tão flexível e ágil quanto o coaching individual. O coaching de grupo é uma conversa contínua, que sustenta mudanças ao longo do tempo.

Os Benefícios do Coaching de Grupo

O que torna o coaching de grupo tão poderoso é a oportunidade de aprender com os colegas e a sabedoria coletiva do grupo. Esse aprendizado entre colegas é frequentemente tão importante quanto a interação com o coach. Muitos clientes consideram o processo “menos imediato”, dando-lhes mais tempo para refletir e elaborar suas percepções. Os coaches de grupo mais experientes recuam, se necessário, para criar processos fortemente fundamentados e assim, o coaching emergir.

Muitos coaches acham que o coaching de grupo também é uma maneira eficiente de alavancar tempo e recursos, permitindo que trabalhem com mais clientes em menos tempo, potencialmente a um preço mais baixo por pessoa.

Em um recente artigo da Forbes, “The Silo Mentality: How to Break Down The Barriers” – (A Mentalidade de Silo: Como Quebrar Barreiras), os autores, Brent Gleeson e Megan Rozo, descrevem a necessidade de líderes

“derrubarem os silos, passando por questões comportamentais e endereçando as questões contextuais, que estão presentes no coração da organização. Para muitas organizações, isso significa que não apenas todos os funcionários da empresa precisam remar na mesma direção, mas as equipes executivas devem estar engajadas e na vanguarda, dirigindo o barco. É imperativo que a equipe de liderança concorde com uma visão comum e unificada para a organização.”

O coaching de grupo em tais situações pode mudar rapidamente toda uma cultura organizacional, à medida que ela se beneficia da natureza escalável do processo, abrindo a comunicação entre os silos ou equipes em diferentes departamentos. Com o tempo, esses relacionamentos criam uma rede muito valiosa. O coaching de grupo também é um ótimo acompanhamento para treinamentos, apoiando os participantes com a transferência e aplicação de novos aprendizados, bem como criando uma estrutura de responsabilização contínua.

Algumas pessoas fazem distinção entre coaching de grupo e coaching de equipe, definindo o coaching de equipe como tipicamente envolvendo todos os membros de uma equipe, projeto, departamento ou ainda pessoas de uma mesma área profissional. Além disso, esses indivíduos compartilham um objetivo e uma tarefa em comum e querem orientação para o processo de trabalhar juntos de maneira mais eficaz e assim alcançar seus resultados.

O Centro de Liderança para a Diversidade e Psicologia do Trabalho do NHS, em Manchester, relata que,

“Durante períodos de mudança organizacional, o coaching pode fornecer o ímpeto  necessário para a construção e motivação de equipes. O coaching de equipe estabelece um grupo de pessoas em uma rede de negócios funcional. A equipe é então solicitada a debater as opções disponíveis para ela e acordar um plano de ação formulado pelo próprio grupo.”

O relatório segue enfatizando a necessidade crítica de desenvolver um conjunto de regras básicas aceitáveis ​​para todos os membros da equipe. Isso garante que o grupo esteja trabalhando para a mesma agenda. Reuniões regulares são necessárias, e os membros da equipe podem querer estruturar eventos sociais para estarem juntos.

Em 2005, em um artigo intitulado “Leadership group coaching in action: The Zen of creating high performance teams” (Coaching de grupo de liderança em ação: O Zen de criar equipes de alta performance), a Academy of Management Executive, defende os benefícios do coaching de liderança em uma configuração de grupo, porque

“… mudanças duráveis ​​no comportamento de liderança têm maior probabilidade de ocorrer… e estabelece uma base de confiança, contribui para a resolução construtiva de conflitos, leva a um maior comprometimento e contribui para a responsabilização. Todos estes fatores se traduzem em melhores resultados para a organização.”

O artigo sugere que uma metodologia de mudança centrada no coaching de grupos em liderança, cria equipes de alto desempenho, é um antídoto para a formação de silos organizacionais, ajuda a criar organizações menos limitadas e contribui para o verdadeiro gerenciamento do conhecimento.

Como é o Coaching de Grupo?

O coaching de grupo está tomando muitas formas globalmente, dado que é orientado e moldado pelas várias necessidades de diferentes grupos de clientes.

Exemplo 1: Um programa de coaching de grupo para mulheres líderes que exploram questões da vida profissional - sessões presenciais ao longo de vários meses dentro de uma organização ou organizadas externamente por um coach individual.

Exemplo 2: Coaching de grupo para novos gerentes como uma continuação do treinamento de liderança, com sessões ocorrendo mensalmente, durante 6 meses a um ano.

Exemplo 3: Um programa bissemanal de três meses oferecido virtualmente (por telefone/internet) para novos empresários, com uma mistura de pequenos grupos e conversas individuais de coaching.

Criando um Programa de Coaching de Grupo Magistral.

Um grupo raramente funciona bem automaticamente; precisa ser facilitado. E nem todos do seu grupo têm as mesmas expectativas ou têm o mesmo nível de comprometimento com o processo. De acordo com um estudo recente da Biblioteca Nacional de Medicina dos EUA,

“Dois principais desafios na oferta de coaching de grupo foram identificados: desafios com logística, por exemplo: recrutamento de clientes e agendamento, e desafios associados ao gerenciamento da dinâmica do grupo.”

Embora o recrutamento seja um fato em qualquer programa de coaching, a dinâmica de grupo é exclusiva do coaching de grupo. Como coach de grupo, você precisa estar ciente do que pode acontecer dentro de um grupo para que você possa efetivamente levá-lo adiante até o resultado desejado, sem se deixar enganar por uma dinâmica inconstante. Como em todo coaching, o coach deve ser flexível e ter a mente aberta, no entanto, no coaching de grupos, você também deve garantir que esses atributos também estejam presentes no grupo. Um coach de grupo de sucesso incorpora o respeito pelos outros e uma consciência aguçada das muitas camadas da realidade em um grupo e confia nas competências essenciais de coaching ao comunicar expectativas e direção.

Modelos de Coaching de Grupo.

Em um artigo de 2010 da SW Brown e AM Grant, do GROW to GROUP: “Theoretical issues and a practical model for group coaching in organizations” (Questões teóricas e um modelo prático para coaching de grupo nas organizações), os autores delinearam um método para transformar o modelo GROW (objetivo, realidade, opções, caminho a seguir) para um modelo GRUPO de múltiplos clientes (objetivo, realidade, opções, entender os outros, desempenho). De acordo com o artigo,

“O último modelo reflete o processo anterior de estabelecer metas e criar um plano realista para atingir esses objetivos, mas o faz em um ambiente de grupo.”

Lembre-se de suas principais habilidades de coaching - o coaching de grupo é uma extensão do processo de coaching. Os coaches poderão conduzir a partir de suas principais habilidades de coaching, que incluem a importância da curiosidade, suportar seus clientes como habilidosos e completos, concentrando-se em conscientização, ação e responsabilidade.

Conheça os membros do seu grupo - Assim como no coaching individual, no coaching em grupo, a relação entre o coach e os clientes é necessária para construir uma base sólida para o sucesso. Identifique e acolha os múltiplos assuntos em jogo para cada membro do grupo e veja onde pode haver um tema comum.

Muitos coaches realizam conversas telefônicas pré-programadas com cada membro do grupo para aprender mais sobre eles, descobrir o que os trouxe para o programa e quais metas e indicadores de sucesso são importantes para eles.

Se os membros do grupo tiverem uma agenda e visão semelhantes para o coaching, a primeira sessão de coaching em grupo pode ser usada para identificar o tópico ou temas para coaching. Ao contrário de uma conversa 1 a 1, onde é comum que o cliente individual defina a agenda daquele dia, pode ser útil ter um tema de ancoragem em cada sessão para que os membros do grupo fundamentem seu pensamento ou foco a cada semana.

Por exemplo, uma sessão de um programa de coaching de grupo para empresários pode se concentrar na visão de negócios ou valores. Para os executivos, um tema de ancoragem pode ser pontos fortes como líder. Esses temas comuns ancoram e focalizam a conversa toda vez que o grupo se encontra.

Diferentes Membros, Estilos Diferentes.

Haverá várias personalidades e preferências de estilo no seu grupo. Assim como no coaching individual, considere onde as preferências estão em termos de estilos de aprendizagem - visual, auditivo e cinestésico (ver, ouvir ou fazer) - e observe as preferências em termos de como preferem processar - verbalmente, em reflexão, rápido ou lento. Varie suas abordagens adequadamente.

“Tentar liderar sem qualquer conhecimento de grupo e processo institucional é… equivalente a tentar atravessar o Saara sem uma bússola ou mapa. Com muita sorte, é possível, mas definitivamente não é a melhor maneira de fazer as coisas”, afirma Anton Obholzer, em seu livro “Coach to Couch, The Psychology of Making Better Leaders” (Coach no sofá, a psicologia fazendo líderes melhores).

O conhecido psicólogo e terapeuta da família David Kantorechoes, faz uma observação parecida em seu livro, “Reading the Room Group Dynamics for Coaches and Leaders” (Lendo a Sala, Dinâmicas de Grupo para Coaches e Líderes). Preparados com as informações descritas no livro, coaches e líderes podem identificar

“… as sequências recorrentes de comportamento que ocorrem em um grupo, entender por que as diferentes preferências individuais por limites e regras afetam a conversa e compreender melhor as razões pelas quais os líderes e as equipes se dão bem - ou não - quando se comunicam em um grupo.”

Personalizando sua Abordagem de Coaching de Grupo.

Como enfatizamos até agora, é extremamente importante desenhar seu coaching de grupo para contemplar a maneira específica como você deseja usá-lo. Aqui estão algumas perguntas que você pode considerar ao desenhar a abordagem para grupos:

Qual é o objetivo principal dos grupos?

  • Quem estará nos grupos?
  • Cada um trabalhará no mesmo tópico ou trabalharão em tópicos diferentes?
  • Como eles serão treinados na abordagem do coach?
  • Quais recursos eles precisarão?
  • Como estes grupos serão facilitados?
  • Como o coaching será avaliado durante e após os grupos?
  • Quantas reuniões haverá e por quanto tempo?
  • Quem será o principal responsável pelos grupos?
  • Existe um modelo especial de coaching que você deseja usar?


Artigo Original: < https://coachcampus.com/articles/merrier-power-group-coaching/ >